Historia

Nossa historia .-

Chegamos a Santana do Livramento,RS depois de um exaustivo estudo de Climas, solos, disponibilidade de recursos, etc.

    Algumas datas para recordar:

  • 2008 aquisição da terra: 92 Hectares na região da “Tafona”/Cerro da Cruz em Sant’Ana do Livramento, RS
  • 2009 preparo e correção do solo. >outubro inicio de plantio e re-cria de mudas no viveiro;
  • 2010 Inicio de atividades no desenho de projetos e plantio para terceiros;
  • 2012 Inicio de propagação por estacas enraizadas a partir de matrizes próprias
  • Curso de especialização em Olivicultura IFAPA. Andaluzia, Espanha
  • Adaptabilidade das diversas variedades de oliveira registradas no MAPA. Brasil.
  • Água
    • Disponibilidade de recurso hídrico. mananciais do aquífero Guaraní.
  • 2014 Março.
    • Primeira colheita comercial: > 20.000 kilos;
    • Assessoria de um ” Mestre de almazara”  de Mendoza, Ar.: Sebastian Correas (Bodega Tapiz. Mendoza).
    • Elaboração do azeite no lagar da fazenda “Guarda Velha”. Serra do Veleda, P. Machado, RS. (distante 300km do olival).

    Maio.

    • Venda de 14 hectares para o investidor Konstantinos Galanos. Inicio de Plantio (10 hectares) de Olival Galanos. Primeiro parceiro no plantio e administração, projeto ” chave em mãos”.

    Julho

    • Inicio de construção de lagar próprio em Sant’Ana do Livramento

    Novembro.

    • Obtenção de Licencia de operação do lagar
    • Engarrafamento dos azeites em Sant’Ana do Livramento.

No dia 12 de Outubro é o aniversário do plantio da primeira muda de oliveira no projeto Olivopampa em Santana do Livramento, RS. (2009). 

 

 

  • Em 2o16 .- Foi feito um investimento para reformar o lagar e climatizar a recepção da fruta e estocagem do azeite.

Paixão pelo “Extra Virgem/Virgem Extra” genuíno.

A cultura do azeite Extra virgem de qualidade é recente no mundo e especialmente no Brasil. Faz parte de nosso compromisso, desenvolver processos de educação ao consumidor, no mundo dos azeites genuinamente Extra Virgens. Acreditamos que avaliação sensorial comparativa é o caminho…!